Você sabe o que faz um supervisor de obras? Esse profissional supervisiona as atividades de um canteiro de obras e é o responsável pelo gerenciamento da edificação ao inspecionar o andamento e garantir o cumprimento das normas locais, estaduais e federais.

Ele ainda precisa cuidar dos custos da construção, mantendo-os abaixo do orçamento, caso seja possível. Além disso, é sua responsabilidade assegurar a organização das atividades diárias e de seus respectivos encarregados.

Mas, você sabe qual é a diferença entre o encarregado e o supervisor de obras? Entende como funciona a hierarquia em um canteiro e como é a carreira de um bom profissional? Para esclarecer estas e outras dúvidas, continue a leitura!

A hierarquia no canteiro de obras

Para que o canteiro de obras funcione em harmonia em todas as frentes de trabalho, é necessário que siga uma hierarquia. Cada profissional é importante nesse espaço. A seguir, o padrão mais comumente visto nas obras é:

  • supervisor de obras;

  • mestre de obras;

  • encarregados;

  • carpinteiros, pedreiros, bombeiro, eletricista etc.;

  • os ajudantes.

As diferenças entre o encarregado de obras e o supervisor de obras

O encarregado de obras é um mestre de obras, mas com menos experiência. Ele coordena o serviço dos demais colaboradores, como:  

  • pedreiros;

  • carpinteiros;

  • serventes;

  • eletricistas;

  • bombeiros.

Na ausência do mestre, o encarregado fica responsável pelas atividades da obra e sob a orientação do engenheiro ou do supervisor de obras. Nesses casos, é importante que ele esteja atento aos seguintes pontos:

  • recebimento de materiais;

  • se cada colaborador está cumprindo suas tarefas;

  • se as medidas de segurança estão sendo cumpridas.

Antes de se tornar encarregado, 9% já foram pedreiros e 24% tornam-se mestres de obras. A média salarial é de R$2.698,00.

O supervisor de obras é profissional que verifica os canteiros durante a semana para acompanhar a execução dos empreendimentos. É um profissional que deve ser:

  • precavido — adiantando-se aos problemas que possam perturbar o andamento da construção;

  • professor — guiando as ações das equipes;

  • determinado — porque será dele a palavra final nas decisões de cada empreendimento.

Para preencher a função de supervisão, não é necessariamente exigido o curso superior em engenharia civil, mas é preciso ter conhecimentos técnicos e experiência em liderança. A média salarial é de, aproximadamente, R$3.832,61.

O que faz um supervisor de obras

É o profissional encarregado da relação com o cliente, com os fiscais e também com a segurança da obra. Sua posição é fundamental para o ritmo da construção. Participa do planejamento estratégico e orienta e dirige as equipes de orçamentos.

Além disso, desenvolve projetos de engenharia e analisa e aprova mapas de cotações e ordens de serviço. Compromete-se, também, com o sistema de gestão da qualidade, ou SGQ. A seguir, veja as ações necessárias para desfrutar ao máximo da competência da equipe:

  • informar de maneira clara e objetiva;

  • estabelecer expectativas realistas;

  • outorgar responsabilidades;

  • premiar as realizações;

  • incentivar o progresso profissional do grupo;

  • intermediar os conflitos;

  • cumprir as demandas;

  • encontrar soluções.

Os pontos de fiscalização dentro da obra

As tarefas do supervisor de obras são múltiplas, e, para executá-las, dependendo da complexidade, pode ser necessário que a supervisão seja realizada por uma equipe. As principais atividades do supervisor dentro da obra são:

  • verificar e validar o trabalho, contribuindo, se necessário, com as modificações que julgar convenientes;

  • acompanhar o cronograma físico e financeiro;

  • controlar para que a execução da obra esteja em conformidade com os projetos e especificações técnicas;

  • sempre informar a situação da obra;

  • aprovar o início das etapas a serem desenvolvidas;

  • acompanhar os testes, a qualidade e os valores executados;

  • autorizar o pagamento das medições;

  • observar as conformidades com os regulamentos trabalhistas e de segurança vigentes.

A carreira de supervisor de obras

Ao indivíduo que deseja seguir a carreira na construção civil, é recomendado que inicie pelo curso de edificações. O curso técnico (de nível médio) é a porta de entrada para a carreira, em que terá acesso a conhecimentos básicos de:

  • desenvolvimento e execução de projetos de edificações;

  • planejar e elaborar orçamentos de obras;

  • assessoria técnica em pesquisas, projetos e estudos tecnológicos na área de edificações;

  • orientação e coordenação dos serviços de manutenção de equipamentos e de instalações em obras;

  • auxílio na venda, compra e emprego de produtos e equipamentos especializados.

Para exercer a profissão de técnico em edificações, é obrigatório o registro profissional.

O profissional engenheiro civil

A carreira do engenheiro civil é bastante ampla. Isso porque esse profissional está apto a atuar em diferentes campos, como:

  • construção civil e urbana;

  • transporte e rodovias;

  • saneamento básico;

  • fundações e estruturas;

  • geotecnia e solos.

O engenheiro civil é capaz de projetar, gerenciar e executar obras e construções. Para exercer a profissão, deve ter um diploma em curso reconhecido pelo Ministério da Educação e Cultura (MEC) e, ainda, ser registrado no Conselho Regional de Arquitetura e Agronomia (CREA).

O profissional arquiteto

O principal objetivo do arquiteto é planejar, projetar e desenhar os espaços urbanos, visando melhorar a qualidade de vida das pessoas. O profissional de arquitetura está apto a projetar e coordenar construções e reformas.

Determina os materiais que serão utilizados na obra, considerando sua disposição e funcionalidade, como também sua iluminação. Trabalha em conjunto com o engenheiro civil, acompanhando a construção e gerenciando a mão de obra e os custos.

O profissional e sua equipe

O grupo deve conhecer o supervisor, logo, torne compreensíveis todas as suas ordens e expectativas para os novos funcionários e faça com que eles executem as regras da empresa de forma consistente. Caso as políticas mudem, confira se todos os funcionários compreenderam as alterações. Além disso, é missão desse profissional mostrar à sua equipe a importância de seguir as normas sobre a segurança do trabalho.

Para ser bem-sucedido nessas tarefas, controle suas emoções, trate o pessoal de forma justa, sem beneficiar ninguém, e esteja acessível a mudanças. Supervisores habilidosos não são endurecidos em relação a metodologias de trabalho, estando sempre dispostos a avaliar quando uma abordagem não funciona e a fazer as alterações essenciais (mesmo que isso indique admitir que estavam errados).

Igualmente, devem conseguir adequar seu estilo pessoal de comando para as diferentes necessidades de cada colaborador. Alguns deles podem ter êxito com uma gerência mais direta, enquanto outros se beneficiam de um pouco mais de autonomia. Identificar tais necessidades e proceder com respeito a elas é seu compromisso.

Isso não quer dizer que se deve manter modelos diferentes para alguns funcionários que exerçam o mesmo cargo. Apesar de individualizar sua abordagem conforme o estilo de trabalho de cada membro da equipe, você ainda precisa ser firme com relação às expectativas e aos padrões disciplinares.

Esperamos que este artigo tenha sido esclarecedor quanto a o que faz um supervisor de obras. Como foi visto, a supervisão é uma atividade multidisciplinar e que envolve vários profissionais, desde o técnico em edificações até engenheiros civis e arquitetos.

Gostou do conteúdo? Então, siga-nos no Facebook e no LinkedIn!