Com impacto direto na eficiência, custo e qualidade de um projeto de edificação, a gestão de equipamentos na construção civil é um dos elementos de maior importância dentro do gerenciamento de obras.

Caracterizada por um conjunto de práticas que tem como objetivo adquirir bons equipamentos e garantir seu uso de forma correta, a gestão de equipamentos promove benefícios importantes para o sucesso de uma empresa do segmento — como o aumento da lucratividade.

Neste artigo, apresentamos a importância da gestão de equipamentos na construção civil e como fazer essa atividade de forma eficiente. Continue a leitura para conferir!

Razões para fazer a gestão de equipamentos na construção civil

A gestão de equipamentos é responsável pela identificação de fornecedores para comprar ou alugar maquinários e ferramentas, fazer seu armazenamento e manutenção, bem como garantir que os profissionais em campo saibam como usar cada um deles de forma correta.

Feitas de forma eficiente, essas atividades asseguram que o orçamento destinado a equipamentos e ferramentas seja bem investido, evitando que qualquer item fique em falta, ou seja, adquirido sem necessidade — o que afeta o custo do projeto de forma negativa. 

Atrasos no cronograma também podem ser evitados com a gestão de equipamentos na construção civil. Isso porque a realização de manutenções preventivas, bem como o preparo dos colaboradores para uso dos itens evitam quebras e danificações que impedem a continuidade do projeto.

Neste sentido, deixar de realizar a gestão de equipamentos na construção civil representa potenciais perdas e comprometimento da lucratividade da empresa, bem como da satisfação do cliente com o resultado do projeto.

Como otimizar essa atividade na empresa

Para realizar uma gestão de equipamentos eficiente, é importante adotar práticas que garantam o bom uso dos equipamentos, bem como a segurança dos profissionais durante seu manuseio. Abaixo, descrevemos 7 medidas que contribuem para esses objetivos. Acompanhe!

Fornecedores de qualidade

Identificar fornecedores de confiança, que garantem maquinários e ferramentas de qualidade, é fundamental para minimizar problemas como o mal funcionamento de itens, falhas e quebras que geram custos e comprometem o desenvolvimento da obra.

O indicado é buscar empresas que sejam referência no mercado e que apresentem garantias de qualidade. Além disso, é importante avaliar disponibilidade e custo-benefício de suas ofertas.

Aluguel de maquinário específico

A gestão de equipamentos na construção civil  é responsável por determinar a forma de aquisição de cada maquinário e ferramentas necessárias para a execução do projeto em desenvolvimento.

Normalmente, o aluguel é indicado para itens que exigem alto investimento e manutenção constante. Dessa forma, o investimento necessário para sua aquisição é minimizado, garantindo melhor retorno financeiro para o negócio.

Ambiente de armazenamento

Manter um ambiente adequado para armazenar os equipamentos da obra contribui para a organização dos itens, bem como para sua conservação. Isso porque eles não têm risco de serem perdidos na área externa, nem sofrem danificações causadas pelo clima — como exposição ao sol e chuva.

O indicado é que esse local seja dentro do canteiro de obras, facilitando que os itens sejam acessados sempre que necessário. Itens menores podem ser mantidos em caixas e locais fechados da organização, evitando possíveis furtos. Todo a área deve ser protegida com o mesmo objetivo.

Treinamento dos profissionais

Outra prática importante para garantir uma boa gestão de equipamentos na construção civil é adotar um processo de treinamento dos profissionais atuando no canteiro de obras. Isso garante que eles conheçam os maquinários e ferramentas usados no ambiente e saibam exatamente como operar cada um deles.

A iniciativa não deve ser vista como custo adicional do projeto, uma vez que ela minimiza gastos causados por erros manuais que comprometem o projeto, como danificação dos itens. A prática também evita acidentes, garantindo a segurança dos profissionais.

Monitoramento do manuseio

Além do investimento em treinamento e preparo dos profissionais para o manuseio dos equipamentos, é importante realizar o monitoramento de seu uso durante o desenvolvimento do projeto dentro do canteiro de obras.

Essa prática garante que somente colaboradores treinados e certificados estão lidando com os equipamentos e que sua utilização está sendo feita conforme a capacitação recebida e as regras do projeto. 

Documentação do histórico de uso

A Confea exige que seja feita a documentação das atividades dentro do canteiro por meio do Livro de Ordem de Obras e Serviços. Essa prática pode ser vista como uma oportunidade para coletar informações que ajudam a otimizar as decisões do projeto.

A documentação dos dados de uso dos equipamentos permite avaliar sua performance, contabilizando número de falhas e vida útil. Assim, é possível identificar fornecedores com mais qualidade e realizar a previsão de compra de itens que precisam ser repostos no estoque.

Manutenção preventiva

Manter um banco de dados de informação do uso de equipamentos permite que a gestão faça um cronograma de manutenção preventiva mais eficiente nos projetos, organizando sua realização dentro do tempo necessário e sem comprometer seu uso na obra.

Essa prática é importante para evitar danos de alto valor nos equipamentos e aumentar sua vida útil, garantindo melhor retorno sobre os investimentos feitos em maquinários e ferramentas.

A importância da tecnologia para a gestão de equipamentos

O uso de tecnologias voltadas para o segmento da construção civil permite que as atividades dentro do canteiro sejam realizadas de forma mais eficiente e com maior qualidade, incluindo a gestão de equipamentos. 

Um software de gestão de obras, por exemplo, permite que os gestores em campo consultem a certificação de cada colaborador e ainda as datas de vencimento de cada certificado, garantindo que eles estejam trabalhando de forma segura e dentro das regras do projeto. O mesmo pode ser feito para diversas outras informações que ajudam no monitoramento.

Considerada a principal tendência do setor, a tecnologia BIM permite que os projetos sejam desenvolvidos e implementados com mais sustentabilidade, uma vez que é capaz de calcular com mais precisão a necessidade de equipamentos, materiais e ferramentas. Assim, o processo de escolha desses itens também é otimizado.

Fica evidente que a gerenciar os equipamentos é uma atividade importante para o sucesso de qualquer empresa do setor de construção. Feita de forma eficiente, ela contribui diretamente para o controle de gastos e a eficiência dos projetos, bem como para a lucratividade do negócio.

Após ler este artigo sobre a gestão de equipamentos na construção civil e entender sua importância para o sucesso de uma empresa do mercado, você gostaria de receber outros conteúdos como este? Assine nossa newsletter!