Não é de hoje que se sabe que no setor da construção civil há muito desperdício. Além disso, grande parte das obras são entregues depois do tempo previsto e custam muito mais do que o planejado. Uma das alternativas para reverter esse cenário é adotar práticas mais eficazes no controle de materiais e utilizar a tecnologia como aliada. É o caso da plataforma BIM, que permite realizar simulações de tempo gasto, custos, planejamento estrutural e muitas outras coisas.

Mas o que é essa tecnologia? Como ela pode mudar para melhor a perspectiva do futuro das construções? Confira no post abaixo.

O que é BIM?

Segundo o Handbook of BIM, ou Manual de BIM, principal literatura sobre o assunto escrita em 2011, a Building Information Modeling ou Modelagem de Informações da Construção serve para criar digitalmente um ou mais modelos virtuais precisos de uma construção. Ainda de acordo com o manual, esses modelos virtuais oferecem suporte ao longo de todas as fases do projeto, permitindo uma melhor análise e maior controle em comparação com processos naturais. Isto quer dizer que este sistema de dados incorpora mais dimensões ao projeto e gerencia as informações sobre automatização de processos, projeto conceitual, documentação, fabricação, logística, e muitas outras coisas de forma inteligente.

O termo BIM é a evolução de um processo de mais de 40 anos e representa atualmente uma grande inovação trazendo para o ambiente virtual todas as interações, processos e tecnologias disponíveis em uma obra. Com o BIM, é possível associar dados anteriores ao planejamento e compartilhá-los com as equipes envolvidas, permitindo interação simultânea em tempo real de vários colaboradores.

Na prática o Building Information Modeling (BIM) é um concentrador dos dados relativos à cada etapa, processo e segmento da obra. Porém, além de reunir essas informações, o usuário consegue visualizar cada componente, sistema e espaço em escala correspondente  através de uma interface intuitiva de modelagem 3D para a melhor detecção de problemas ou possíveis melhorias.

Quais são os benefícios?

O BIM é uma ferramenta fundamental na forma de projetar e de pensar em processos dentro de uma obra. Porém, muito mais do que isso, é um avanço tecnológico em um campo notório pela inflexibilidade com novidades e tecnologias. Além disso, a modelagem das informações de uma obra permite uma melhor compreensão sobre o aspecto geral da obra e resulta em uma coordenação mais assertiva  dos componentes.

Principalmente, existem alguns aspectos da obra que se beneficiam mais com o uso da modelagem das informações. Segundo o The BIM Project Execution Planning existem diversos usos do BIM divididos em fases do projeto:

Fase de Planejamento

Sem dúvida um dos principais benefícios do BIM é o desenvolvimento completo de projetos confiáveis, o que exige um maior planejamento. Nesta fase se pode monitorar as condições já existentes como topografia para obter informações pertinentes à obra, garantindo mais qualidade para o planejamento.

Além disso, se consegue estimar os custos do projeto para que um dos principais problemas da construção civil não ocorra ou seja mitigado: gastos excessivos não previstos nesta fase inicial.

Fase de Concepção

Nesta fase é onde o projeto arquitetônico começa a tomar corpo. Com o BIM, aqui se pode utilizar um software de modelagem 3D com base em critérios extraídos de um banco de dados de propriedades, quantidades, metodologias, custos e cronogramas. Só assim se consegue atingir as dimensões mais superiores e todos os benefícios.

Além disso, um bom software de modelagem analisa o projeto e realiza testes estruturais para que se simule o desempenho da construção e para que se possa tornar os processos mais eficazes e otimizados, economizando tempo e dinheiro. É nesta fase também que se verificam as normas e os critérios sustentáveis.

Fase de Construção

Outra fase muito importante é a construção de fato. Depois do planejamento e da concepção, nesta fase se consegue fazer a coordenação 3D, que detecta conflitos nos sistemas de construção (arquitetônico, estrutural, hidráulico, elétrico etc.). É isto que evita que uma tubulação esteja no mesmo lugar que uma fiação, por exemplo.

Também na fase de construção, o planejamento do canteiro de obras é uma etapa significativa pois determina as instalações permanentes e temporárias do canteiro e pode ser associado ao cronograma de atividades.

Aplicações sustentáveis

Além de todos os benefícios do BIM nas fases de um empreendimento, podem ser feitas simulações, por exemplo, da incidência solar nas fachadas, bolar soluções criativas para captação e armazenagem de água da chuva e outras potencialidades.

Como atualmente a sustentabilidade é um aspecto imprescindível em qualquer projeto, principalmente em projetos que envolvam tecnologias e apelem para o conceito de integração e conectividade, é muito importante que a plataforma BIM possua aplicações para diminuir os desperdícios na construção civil.