Nos últimos anos, a modernização dos sistemas de iluminação pública caracterizada, entre outras coisas, pela implantação de luminárias LED ganhou mais um aliado na busca pela eficiência e otimização na gestão. A Telegestão é um sistema que permite maior controle sobre os ativos e mais eficiência nas manutenções. Mas como ela funciona? Na prática, o que é a Telegestão? Confira abaixo:

Conjunto de Hardware + Software

A Telegestão funciona acoplada a um ponto de luz e, além de controlar remotamente os ativos, traz a capacidade de realizar medições, que são interpretadas pelo software e armazenadas dentro do próprio dispositivo. Essas medições podem ser de tensão, corrente, potência da lâmpada, eficiência energética e muitas outras. Todos os dispositivos estão conectados entre si, através de uma rede mesh, que nada mais é do que uma “malha” de pontos onde existe a Telegestão.

Na prática, a Telegestão substitui os relés fotovoltaicos localizados nas luminárias das cidades. Atualmente, esses relés apagam ou acendem a lâmpada de acordo com o nível de luminosidade. Conforme o crepúsculo avança e a noite se instala, os reatores das luminárias, que contam com lâmpadas de vapor metálico, acionam e “aquecem” para transformar energia elétrica em luz. [Leia mais]

Conectividade é uma das principais características

Além da capacidade de diminuir os custos da operação e economizar energia sendo, portanto, sustentável, o sistema da Telegestão é muito mais do que somente uma vantagem econômica. Por estarem conectados a uma rede, esses pontos de iluminação também podem usufruir de uma conexão com a internet e agir como “roteadores”, ou seja, o cidadão pode se conectar a um desses ativos e utilizar serviços disponibilizados como horário de ônibus, informações da prefeitura e muitas outras opções.

Essa conectividade está intimamente ligada ao conceito de Internet das Coisas (IoT) que traz para a vida cotidiana a internet e a conexão entre objetos com o objetivo de melhorar a qualidade de vida da população.

 

Novas tecnologias, novas possibilidades

Com a Telegestão, as possibilidades de uso nas cidades são praticamente infinitas. Por possuírem um sistema de georreferenciamento, utilidade que permite a localização geográfica precisa de cada ponto de iluminação, os pontos são ótimos localizadores. Através da tecnologia de Bluetooth Low Energy (BLE), as luminárias podem identificar a presença de pessoas, animais e objetos, portanto as suas aplicações são inúmeras.

Por exemplo, através de tags BLE o sistema pode localizar pessoas – principalmente idosos ou crianças – ou animais perdidos e fornecer a sua localização, através da rede integrada, com uma precisão de poucos metros. Outra possível aplicação seria na identificação de vagas de estacionamento, onde os postes serviriam como receptores dos sinais BLE das vagas e transmitiriam essas informações para o cidadão. Controle de tráfego, semáforos e localização de veículos – ambulâncias, bombeiros, transporte coletivo e viaturas policiais – em tempo real são algumas das aplicações futuras possíveis da Telegestão.

Quais são as vantagens práticas?

Com essas medições do dispositivo, a empresa gestora pode acessar esses dados e prever manutenções, quais luminárias estão gastando mais ou até mesmo perceber falhas nos pontos de iluminação antes de qualquer solicitação de conserto.

O sistema também possui a funcionalidade de agendamento. Esse agendamento permite programar o acendimento e a dimerização das luminárias em horários pré-estabelecidos. Dimerização nada mais é do que a diminuição da intensidade de uma lâmpada com a finalidade de economizar energia. Essa dimerização pode ser utilizada em vias pouco frequentadas ou em horários de baixo movimento, sem prejuízo à visibilidade.

Outra forma de economia de energia é a alternância de luminárias acesas, também em vias de menor movimento. Por exemplo, supondo que existam quatro pontos em uma rua, no primeiro dia ficarão acesos os pontos 1 e 3, e no segundo dia os pontos 2 e 4, também sem prejuízo à visibilidade.

Economia e modernização que trazem resultados

Apesar de toda a modernização e conectividade que o sistema da Telegestão oferece, as vantagens práticas da economia de energia ainda são a sua melhor qualidade. Através do controle em tempo real de todos os dispositivos, a dimerização – na média de 30% de diminuição da intensidade – pode acarretar em uma economia de até 79% no consumo de energia. Essa economia é fundamental para garantir uma gestão de iluminação pública eficiente e otimizada.

Além disso, a própria modernização do parque de iluminação pode reduzir os custos com equipes em até 40%. Isso sem contar a economia de R$1 bilhão de reais em um ano com a troca das lâmpadas de mercúrio por LED.

Em um momento em que a sustentabilidade e a eficiência energética estão cada vez mais em voga, a modernização com a Telegestão se torna uma arma poderosa contra o desperdício e a favor da sua empresa.